O bullying afeta muitas pessoas e pode acontecer em qualquer lugar: na escola, viajando de e para a escola, em equipes esportivas, em grupos de amizade ou família ou no local de trabalho. Entender o que pode ser o bullying ajudará na identificação e possível intervenção para evitar abusos contra os outros e contra você mesmo.

O que é bullying?

Bullying é geralmente enquadrado como violação dos direitos civis, discriminação racial ou de gênero, assédio moral ou agressão na legislação brasileira.

Sua definição mais direta é tida como um comportamento repetido, que visa ferir alguém emocionalmente ou fisicamente, e geralmente é direcionado a certas pessoas por causa de sua raça, religião, sexo ou orientação sexual ou qualquer outro aspecto, como aparência ou deficiência.

O bullying pode assumir várias formas, incluindo:

  • Agressão física
  • Bullying social
  • Comportamento ameaçador
  • Apelidos
  • Cyberbullying

O que é cyberbullying?

O cyberbullying também pode ser chamado de bullying online, que é feito através de sites de redes sociais, sites de jogos, salas de bate-papo ou qualquer outro lugar online. Ser intimidado on-line pode ter um impacto devastador em qualquer pessoa que o esteja enfrentando e pode ser realmente difícil fazê-lo parar.

Como lidar com o bullying na escola?

Se você está sofrendo bullying na escola, conte a um amigo, a um professor e a seus pais. Pode ser difícil fazer isso; portanto, se você acha que não pode fazê-lo pessoalmente, pode ser mais fácil escrever uma nota para seus pais explicando como você se sente, ou talvez confiar em alguém de fora da família imediata, como um avô, tia, tio ou primo e peça-lhes que o ajudem a contar aos seus pais o que está acontecendo.

Se você puder, confie em um professor. Você pode pedir a um amigo que o acompanhe para não se sentir sozinho. Se você não acha que pode fazer isso, fale com a enfermeira da escola ou a equipe pastoral. Não fique tentado a reagir a qualquer bullying ou revidar, pois você pode se machucar ou ter problemas.

Encontrando o bullying

O bullying pode assumir várias formas no ambiente escolar. Conhecer cada uma delas pode contribuir a evitar esse mal pela raiz. (Foto: Fordney Foundation)

Exemplos de bullying

O bullying inclui:

  • Pessoas te chamando por nomes ofensivos
  • Inventar coisas para colocar você em problemas
  • Bater, beliscar, morder, empurrar
  • Tirar as coisas de você
  • Danificar seus pertences
  • Roubar seu dinheiro
  • Tirar seus amigos de você ou deixar você de fora das coisas
  • Postar mensagens ou rumores ofensivos pessoalmente online
  • Ameaças e intimidação
  • Fazer chamadas telefônicas silenciosas ou abusivas
  • Enviar textos ou mensagens ofensivas

Bullying e linguagem corporal

A linguagem corporal nos diz muito sobre outras pessoas. Pense na última vez que você entrou na escola. Como você se sentiu? Confiante e poderoso? Ou ansioso e preocupado? Se você está tentando não ser notado e olhando muito para o chão enquanto entra na escola, isso pode torná-lo mais perceptível. Você parece defensivo e vulnerável. Se você sair com ousadia, envia uma mensagem bem diferente de confiança. Você pode não estar muito confiante, mas certamente procurará. Pode ser muito difícil fazer isso e talvez você possa praticar em casa ou com seus amigos primeiro.

Bater em alguém é uma agressão

Tente permanecer em áreas seguras da escola nos intervalos e na hora do almoço, onde há muitas outras pessoas. Se você se machucar na escola, informe imediatamente um professor e peça que seja anotado. Não deixe de contar para seus pais. Por mais difícil que seja, tente não retaliar e revidar, pois você também pode ter problemas.

O bullying afeta sua saúde mental

O bullying pode ter um enorme impacto na sua saúde mental, agora e no futuro. De fato, pesquisas recentes mostraram que, se você é intimidado quando criança ou adolescente, pode ter duas vezes mais chances de usar os serviços de saúde mental do que um adulto. Não importa se você está sendo intimidado na escola, em casa ou online, o bullying pode mexer com sua cabeça. Mas você não está sozinho e merece apoio.

Você já sofreu bullying? Como fez para lidar com a situação?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)